O que é SCA: entenda o Software Composition Analysis

 

Para entender o que é SCA (Software Composition Analysis), ou simplesmente Análise de Composição deSoftware, é preciso saber que esse método de segurança é essencial para desenvolvimento open source.

O SCA é um método de gestão de vulnerabilidade, com ferramentas que possibilitam a automatização do escaneamento de ameaças.

A análise é feita para avaliar a segurança e qualidade do código, encontrando brechas e oferecendo caminhos para solucionar os problemas.

Ao implementar as ferramentas de análise de composição de software, você garante que o código passou pelos testes necessários e está íntegro, aumentando a segurança, qualidade e produtividade.

Quanto mais completa for a ferramenta de análise de vulnerabilidades, mais seguro estarão as suas aplicações. 

Neste artigo apresentamos o conceito sobre o que é SCA e como o Insider pode auxiliar na sua gestão de vulnerabilidades. Continue sua leitura para saber mais!

 

O conceito de Software Composition Analysis

O Software Composition Analysis é, essencialmente, uma metodologia para segurança e gerenciamento de componentes de softwares open sources.

O conceito para análise de composição de software não é recente, mas seu uso se popularizou com o avanço de desenvolvimento em código aberto, que requer cuidados diferentes de outras metodologias de desenvolvimento. 

As ferramentas de SCA podem detectar licenças de software que estão fora do prazo, dependências obsoletas e potenciais vulnerabilidades, que podem prejudicar o desempenho do sistema em desenvolvimento.

 

Como funciona o SCA?

A análise de composição de software é executada no código, onde realiza varreduras automatizadas em busca de brechas. Para identificar as vulnerabilidades, a análise inclui todos os componentes de um código aberto.

Além de identificar as brechas do código, a análise SCA também pode indicar soluções para corrigir as vulnerabilidades, utilizando sempre os conceitos de parametrização, priorização e correção automática.

Em resumo, as ferramentas utilizadas no SCA procuram corrigir os riscos de segurança em códigos open sources, com soluções automatizadas para encontrar desde vulnerabilidades em licenças de uso a bugs no código.

Para encontrar a melhor ferramenta SCA, você deve considerar, primeiramente, se ela:

  • Orienta os desenvolvedores sobre como agir com as vulnerabilidades;
  • Auxilia a equipe a aumentar a produtividade, enquanto ajuda na criação de políticas consistentes para o processo de desenvolvimento;
  • Oferece relatórios detalhados de alto nível para uso de profissionais de segurança, descrevendo os riscos existentes.

Além disso, uma ferramenta de Software Composition Analysis deve possuir as seguintes funcionalidades:

 

Identificação de componentes de código aberto 

É feita a análise de aplicativos para identificar a taxa de confiabilidade em códigos abertos. 

Uma das principais causas de vulnerabilidades mais comuns são introduzidas por meio de dependências transitivas, portanto, essa função é crucial para mitigar riscos de forma eficaz.  

 

Gerenciamento de conformidade de licença 

As licenças de códigos open sources precisam de constantes avaliações para garantir que não estão inválidas ou obsoletas

As ferramentas SCA também identificam as diferentes licenças que estão sendo usadas e, assim, ajudam as organizações a mitigar o risco legal associado ao software de código aberto.

Também é possível usar ferramentas SCA para estabelecer políticas de licença para garantir que riscos legais não sejam introduzidos nos estágios de desenvolvimento.

 

Vulnerabilidades de segurança

Após identificar as dependências de software livre usadas no projeto, a ferramenta de SCA poderá se conectar com os bancos de dados de vulnerabilidades.

Com isso, a ferramenta pode apontar as vulnerabilidades de segurança nessas dependências. Depois de identificá-las, a ferramenta irá indicar soluções convenientes para os objetivos do projeto.

 

Governança e controle 

É possível definir que a sua ferramenta de análise de composição de software seja usada para aplicar automaticamente as políticas de segurança e licença nos diferentes estágios de desenvolvimento do software.

De modo a agilizar os processos, é comum fazer a integração da ferramenta SCA e a de testes de segurança.

O método mais utilizado, atualmente, é a integração de testes de segurança de código aberto, com processos de CI / CD. Assim, garante-se que as vulnerabilidades serão resolvidas e o pipeline não será um problema.

 

Relatórios e análises

Com uma boa ferramenta SCA também é possível produzir relatórios detalhados, como os BOMs (Bill of Materials).

Os BOMs são listas detalhadas com várias dependências usadas no código, que também localiza onde estão sendo utilizadas no código ou na biblioteca.

Os relatórios servem para avaliar a exposição a riscos de segurança no futuro, além de serem compartilhados com outras partes interessadas no projeto.

 

Por que aplicar o SCA?

As ferramentas de SCA são parte das Code Analysis Tools (ferramentas de análise de código) e são essencialmente importantes para o processo de code review.

Os pontos fortes de aplicar a  análise de composição de software são segurança, velocidade e confiabilidade

Por ser um processo automatizado, oferece muito mais agilidade aos processos e proteção aos dados.

Realizar esse processo de verificação de forma manual já não é mais possível, dado a grande quantidade de dados presentes nos projetos. 

Uma ferramenta mais robusta e completa pode ser a grande diferença para melhorar as entregas de demandas e a segurança dos dados.

Com a automatização e emissão de relatórios detalhados, que devem ser analisados com atenção, todo esse processo deixa de ser tão burocrático, além de ser menos propenso a falhas.

Com o Insider é possível realizar análises SCA e SAST. Nesse contexto, nosso scanner de vulnerabilidade também é uma ferramenta SCA, com muitos mais recursos e credibilidade na emissão dos relatórios. 

 

Por que utilizar o Insider em SCA?

O Insider realiza uma varredura completa no código, sem deixar de considerar a análise de composição de software.

Nessa varredura, o que é SCA se baseia em três pontos principais:

  • Avaliação de bibliotecas que você utiliza em seu código e se possuem vulnerabilidades conhecidas;
  • Análise se existem CVEs que afetem o seu código;
  • Lista de fraquezas (CWE) que as bibliotecas podem possuir.

Não deixe seus códigos desprotegidos, principalmente se forem projetos open sources ou se realizarem grandes processamentos de dados. 

Solicite hoje mesmo o seu teste grátis do Insider e veja na prática o que é SCA e como essa metodologia pode agilizar o trabalho da sua equipe. Clique aqui e saiba mais!

Receba novidades:







    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *